Um homem de 36 anos, morador no bairro Jardim do Prado, em Araçatuba (SP), foi preso na madrugada deste domingo (11), acusado de agredir a companheira dele, que tem 17 anos.

Policiais militares flagraram as agressões, mas a vítima, apesar de ter sofrido lesões na cabeça, não quis solicitar as medidas protetivas previstas na lei Maria da Penha.

De acordo com o boletim de ocorrência, passava de 1h quando houve denúncia de que uma mulher gritava por socorro em uma residência na rua Cruzeiro do Sul.

Policiais militares foram enviados ao local, ouviram os gritos e como a porta do imóvel estava fechada, tiveram que forçá-la para abrir. Assim que entraram na sala, eles viram o acusado agredindo a adolescente com socos na cabeça.

Fiança

O agressor foi contido, algemado e levado para o plantão policial, onde teve a prisão em flagrante confirmada pelo delegado plantonista.

Foi arbitrada fiança de R$ 1 mil para que ele respondesse pelos crimes de lesão corporal e violência doméstica em liberdade. O valor não foi pago, por isso o acusado ficou à disposição da Justiça.

A jovem sofreu um edema na lateral da cabeça e tinha escoriações no rosto. Ela também esteve na delegacia, mas optou por não pedir as medidas protetivas previstas na lei Maria da Penha.

FONTE- Por Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba

Deixe seu Comentário