Primeira brasileira a subir no octógono no UFC Las Vegas 43, realizado neste sábado (20), nos Estados Unidos, Luana Pinheiro não decepcionou. No embate diante de Sam Hughes, que abriu o card preliminar, a judoca conseguiu impor seu ritmo, fez uma luta técnica e saiu vitoriosa no espetáculo. Ao fim de três rounds, a representante tupiniquim confirmou o triunfo na decisão unânime dos juízes.


Luana, agora, consegue sua segunda vitória em duas lutas no Ultimate. A brasileira tem um retrospecto de dez triunfos e apenas um revés na carreira como profissional de MMA.


Hughes, por sua vez, ainda não venceu na organização e pode ser demitida. A norte-americana encontrou seu terceiro revés seguido e, em sua trajetória, são cinco resultados positivos e quatro negativos .


Luana Pinheiro começou o combate jogando na distância e trabalhando na movimentação, com grande estudo. Sam Hughes, por sua vez, buscava chutar baixo e criar oportunidades de desenvolver seu jogo em pé.

As duas lutadoras foram para a trocação franca e, em determinado momento, a brasileira aplicou um ippon e outro Harai goshi – que são quedas do judô. Porém, ela não conseguiu progredir na posição e a luta voltou em pé.


No segundo assalto, a norte-americana tentava impor o mesmo ritmo de pressão na curta distância, mas era frustrada pela brasileira, que se utilizava de chutes baixos para marcar o centro do cage.

Hughes, no entanto, desferia jabs que tocavam o rosto de Luana – que tentou entrar em queda, mas foi frustrada por sua adversária. Na reta final, Pinheiro aplicou uma sequência de socos e, por pouco, não nocauteou.


Se deu certo, Luana Pinheiro repete. Logo nos 30 segundos, a brasileira emplacou o mesmo ritmo frenético, mas Sam Hughes voltou a se recuperar da pressão de sua rival. As duas atletas seguiram na trocação e acertaram bons golpes, mas a brasileira seguiu superior e teve os braços erguidos no duelo.


Fonte superlutas.com

Deixe seu Comentário